sábado, 20 de abril de 2013

Tecido Conjuntivo


TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO
Originam-se das células mesenquimais, grupo de células da mesoderme que se separam e formam um tecido mole e gelatinoso no embrião, o mesênquima. Com ampla distribuição pelo corpo humano, possui como funções:
- sustentação e nutrição de outros tecidos;
-preenchimento;
-amortecimento de choques mecânicos;
-participação em cicatrizações;
-atividades de defesa;
-responsável pela formação da camada derme da pele.
Esse tecido apresenta elevada quantidade de substância intercelular, formada por:
- fibras: Podem ser de três tipos:
-Colágenas: constituídas de proteína colágeno; são as mais frequentes no tecido conjuntivo; apresentam resistência à tração; são inelásticas;  o colágeno na derme confere elasticidade e resistência à pele; o colágeno é produzido por células como fibroblasto, osteoblasto, condrócito e célula muscular lisa.
 
 




-Elásticas: constituídas de proteínas elastina; são as mais delgadas; apresentam grande elasticidade cedendo facilmente a trações mínimas e retornam á forma original; essas fibras são formadas por fibroblastos e por células musculares lisas.

-Reticulares: contituídas de colágeno tipo III associado a glicoproteínas; precursoras da fibras colágenas; são abundantes e associam-se ás células reticulares; formam redes ao redor dos capilares, fibras musculares, nervos, células adiposas e hepatócitos; servem como uma rede para a sustentação de células ou de grupos células nos órgãos endócrinos e linfáticos; são sintetizadas por fibroblastos, condroblastos, osteoblastos e por células epiteliais.

-substância fundamental amorfa (matriz extracelular): Essa parte amorfa é uma gelatina formada principalmente por ácido hialurônico (glicoproteína), na qual há vários tipos de células.
Esse tecido é composto por diferentes células, sendo elas:

 TIPO
 
CELULAR 
 CARACTERÍSTICAS 
 ORIGEM CELULAR 
 Fibroblastos
 Produzem as fibras e substância amorfa.
 Surgem da diferenciação de células mesenquimais.
 Macrófagos
 Defesa através da fagocitose.
 Surgem da diferenciação  celular.
 Mastócitos
 Atuam nas reações alérgicas, ricos em heparina e histamina.
 Diferenciação de células da  medula óssea.
 Plasmócitos
 Ricos em REG, produzem anticorpos.
 Diferenciação dos linfócitos.
 Adipócitos
 Armazenem lipídios.
 Surgem da diferenciação de  células mesenquimais.
 Condroblastos
 Produzem fibras e substâncias amorfa na matriz cartilaginosa.
 Surgem da diferenciação de células mesenquimais.
 Osteoblastos
 Produzem fibras e  substâncias amorfas do tecido ósseo.
 Surgem da diferenciação de células mesenquimais.
 Osteoclastos
 Reabsorvem o tecido ósseo.

 Células
Mesenquimais
 Originam diversas células do tecido conjuntivo.


Tabela 1. Principais Tipos de Células dos Tecidos Conjuntivos.
De acordo com as quantidades de fibras o tecido conjuntivo é classificado em:
-Frouxo: Apresenta poucas fibras e está espalhado por todo o corpo, preenchendo espaços, apoiando os epitélios e sustentando os órgãos.

-Denso: Apresentam maior concentração de fibras colágenas, tornando-o mais resistente às trações; apresenta menor quantidade de células, comparado ao tecido conjuntivo frouxo. Encontrado na derme, nos ligamentos e nos tendões. Subdivide-se em:
-Modelado ou regular: Possui feixes de colágeno dispostos em uma orientação fixa, conferindo-lhe resistência exercida num determinado sentido. Encontrado nos tendões, ligamentos cartilaginosos e ligamentos elásticos.

-Não modelado ou irregular: Possui fibras colágenas dispostas em feixes arranjados sem uma orientação fixa, conferindo-lhe resistência às trações exercidas em qualquer direção. Encontrado na derme, na lâmina própria da mucosa das partes iniciais do aparelho digestivo, cápsula do pulmão (pleura visceral), cápsulas de vários órgãos (baço, rim, fígado, testículo), cápsulas articulares e pericárdio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário